Skip to Content

Equinor e parceiros anunciam decisão final de investimento para o BM-C-33, no Brasil

(UTC)Last modified

Equinor (operadora), Repsol Sinopec Brasil e Petrobras tomaram a decisão final de investimento para o desenvolvimento do projeto BM-C-33, no Brasil. O investimento é de aproximadamente US$ 9 bilhões.

Localizado na Bacia de Campos, o BM-C-33 compreende três descobertas diferentes no pré-sal – Pão de Açúcar, Gávea e Seat – contendo reservas recuperáveis de gás natural e óleo/condensado de mais de um bilhão de barris de óleo equivalente.

O conceito selecionado para o BM-C-33 é baseado em um FPSO (Unidade Flutuante de Armazenamento, Produção e Transferência), capaz de processar gás e óleo/condensado e especificá-los para comercialização sem a necessidade de processamento onshore.

Jean Paul Prates, Veronica Coelho, Alejandro Ponce, Thiago Penna
Jean Paul Prates, President of Petrobras, Veronica Coelho, President Equinor Brasil, Alejandro Ponce, President Repsol Sinopec Brasil, and Thiago Penna, Project Director for BM-C-33 in Equinor.
(Foto: Aline Massuca / Equinor)

A capacidade de produção do FPSO é de 16 milhões de metros cúbicos de gás por dia, com uma vazão média de escoamento esperada de 14 milhões de metros cúbicos por dia. O início da produção é previsto para 2028.

“A decisão final de investimento do BM-C-33 é um importante marco para os parceiros e para a Equinor. Junto com os parceiros e fornecedores, nós desenvolvemos um projeto relevante, que vai fornecer energia para a crescente demanda energética do Brasil, além de gerar valor para os investidores e a sociedade, contribuindo para o desenvolvimento industrial local. O Brasil é uma das áreas prioritárias para a Equinor e o investimento no BM-C-33 enfatiza a importância estratégica do nosso portfólio no país”, afirma Geir Tungesvik, vice-presidente Executivo de Projetos, Perfuração & Procurement.

Geir Tungesvik – Veronica Coelho
Geir Tungesvik, vice-presidente Executivo de Projetos, Perfuração & Procurement – Veronica Coelho, presidente da Equinor no Brasil

“O BM-C-33 é um dos principais projetos do país a fornecer novos volumes de gás, contribuindo de forma relevante para o desenvolvimento do mercado doméstico de gás. O gás escoado poderá representar 15% do total da demanda brasileira de gás no início da produção. Este desenvolvimento vai contribuir para a segurança energética e desenvolvimento econômico do país, criando novas oportunidades de trabalho locais”, declara Veronica Coelho, presidente da Equinor no Brasil.

Tecnologia e iniciativas de baixo carbono

O BM-C-33 será o segundo FPSO da Equinor no Brasil a utilizar turbinas de gás de ciclo combinado, reduzindo significativamente as emissões de carbono do campo.

A tecnologia também será aplicada em Bacalhau, na Bacia de Santos, e combinará turbinas a gás com turbinas a vapor para aproveitar o excesso de calor que, de outra maneira, seria perdido. Ao implementar essa tecnologia, a intensidade média de CO2 do BM-C-33 durante a vida útil do campo será menor do que 6 kg por barril de óleo equivalente.

O BM-C-33 será o primeiro projeto no Brasil a processar gás offshore e entregá-lo diretamente à rede nacional, sem a necessidade de processamento em terra. O gás especificado para comercialização será escoado por meio de um gasoduto offshore de 200 km, saindo do FPSO em direção a Cabiúnas, na cidade de Macaé, no estado do Rio de Janeiro. Os líquidos serão escoados por meio de navios aliviadores.