Centro de Pesquisa em Engenharia da Equinor em parceria com a Fapesp inicia atividades

28 de Fevereiro de 2019 15:44 CET | Last modified 28 de Fevereiro de 2019 15:52 CET
b27d23a897d29fa66aca8cb11c1b4f8720cecd41.jpg

Unicamp foi a universidade escolhida como sede do Centro

A FAPESP e a Equinor (antiga Statoil), empresa norueguesa do setor de energia, com atuação no Brasil nas áreas de óleo e gás e energia solar, iniciaram as atividades do Centro de Pesquisa em Engenharia em Gerenciamento de Reservatórios e de Produção de Petróleo e Gás (Engineering Research Center in Oil Reservoir and Production Management) – ERC-RPM, da sigla em inglês. Os projetos no novo centro serão desenvolvidos em conjunto com a Unicamp, universidade vencedora da chamada de propostas realizada pela Equinor e a FAPESP (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo).  

Ao todo, três linhas de pesquisa integram a proposta escolhida: otimização de produção, recuperação avançada de óleo e gerenciamento de água (water handling). O principal objetivo do Centro é buscar soluções inovadoras para otimizar a produção e a eficiência de poços de petróleo em áreas do pré-sal e pós-sal, recuperar reservatórios e melhorar o gerenciamento da água produzida junto com o petróleo, nas atividades de perfuração e extração, desde a modelagem à elevação artificial. 

Ao todo, serão investidos R$ 50 milhões no projeto em um período de 10 anos de Programa, divididos entre a FAPESP e a Equinor, e haverá também uma parcela equivalente da UNICAMP.

Os projetos estão de acordo com as normas do Programa FAPESP de Apoio à Colaboração em Pesquisa entre Universidades/Institutos e Empresas, na modalidade Centros de Pesquisa em Engenharia. O Centro contará também com a participação de pesquisadores da Universidade de São Paulo (USP), vislumbrando a possibilidade de colaboração com outras instituições e universidades no Brasil e no exterior.

A expectativa é que o Centro de Pesquisa, além de realizar pesquisa avançada nos temas de seu foco, estabeleça parceria com agências governamentais e não governamentais responsáveis pela formulação de políticas públicas e que os resultados das pesquisas – traduzidos em produtos e serviços – induzam a criação de startups a serem apoiadas pelo Programa Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas (PIPE) da FAPESP. 

Desde os anos de 1970, a Equinor vem realizando parcerias com o meio acadêmico na Noruega e em outros países onde atua, focando em atividades estratégicas para ambas as partes. No Brasil, a companhia vem construindo um relacionamento de uma década com universidades e pesquisadores.

“Desenvolvimento de pesquisa e de tecnologia é algo que faz parte do DNA da Equinor. É um ativo estratégico, fundamental para a expansão e a evolução da companhia. A instalação do Centro de Pesquisa com a FAPESP vem para coroar essa trajetória de apoio ao segmento de P&D no Brasil”, afirma Ruben Schulkes, Diretor do Research and Technology Center Rio.

 “Tem sido recompensador trabalhar com a Equinor na estruturação deste Centro de Pesquisa em Engenharia. A empresa tem uma tradição de P&D bem estabelecida e definiu para o centro objetivos ousados. O processo de seleção foi facilitado pela convergência entre FAPESP e Equinor quanto aos referenciais acadêmicos desejados e a necessidade de o projeto demonstrar impacto internacional na criação de ideias e tecnologia”, Carlos Henrique de Brito Cruz, diretor científico da FAPESP.

ERC: Experiências anteriores bem-sucedidas

Centro de Pesquisa em Engenharia - Gerenciamento de Reservatórios e de Produção de Petróleo e Gás (Engineering Research Center in Oil Reservoir and Production Management) – ERC-RPM vai operar nos mesmos moldes de outros sete Centros de Pesquisa em Engenharia apoiados pela FAPESP e pelas empresas GlaxoSmithKline, Peugeot-Citroën, Shell, Natura e Embrapa.

Linha do tempo:

Setembro de 2016:

Assinatura de acordo de cooperação entre a FAPESP e a então Statoil

Abril de 2017:

Publicação de edital para processo de chamada de proposta

Junho de 2017:

Workshop para esclarecer dúvidas da comunidade acadêmica sobre as demandas tecnológicas da chamada

Julho de 2017:

Término do prazo de envio de propostas para seleção de parceiros (instituição-sede, pesquisadores e associados no Estado de SP)

Agosto de 2018:

Divulgação da Unicamp como universidade selecionada para a instalação do Centro de Pesquisa

Fevereiro de 2019:

Cerimônia de implantação do Centro de Pesquisa